Otorrinolaringologia Pediátrica ORL

otoA Otorrinolaringologia, área da medicina que cuida das doenças de orelhas, nariz e garganta, evoluiu de tal forma na última década, que acabou gerando sub-especialidades dentro da especialidade mãe. Os otorrinolaringologistas, a fim de se aprofundar ao máximo no conhecimento, passaram a se dedicar com mais intensidade a determinadas áreas, como alterações da audição, cirurgias das orelhas, cirurgias do nariz e sinusite, cirurgias das cordas vocais, cirurgia plástica facial, etc.

Baseado neste mesmo conceito de aprofundamento do conhecimento, otorrinolaringologistas com maior afinidade ao público infantil passaram a diferenciar o grau de estudo e interesse pelas doenças pediátricas das orelhas, nariz e garganta.

Há 2 anos, nasceu no Brasil a Academia Brasileira de Otorrinolaringologia Pediátrica (ABOPe), parte integrante da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF), oficializando a sub-especialidade no nosso país. A partir daí, a Otorrinolaringologia Pediátrica vem crescendo progressivamente, capacitando otorrinolaringologistas a lidarem de maneira diferenciada com as alterações infantis.

No mundo, a Otorrinolaringologia Pediátrica também é uma especialidade crescente. Cursos de pós-graduação e sociedades organizadas como a ASPO (American Society of Pediatric Otolaryngology), a ESPO (European Society of Pediatric Otorhinolaryngology) e a IAPO (Interamerican Association of Pediatric Otolaryngology) ditam as normas do tratamento otorrinolaringológico de crianças e adolescentes. Baseado nesta tendência mundial e no direcionamento da ABOPe, nasceu a Clínica de Otorrinolaringologia Pediátrica de Curitiba - COPEC.